Princesa Rapunzel: quem era e qual a sua historia?

Conheça a história da Rapunzel e como ela surgiu nas histórias das princesas da Disney. Confira:

Quem sou eu?

Conteúdo

Olá, me chamo Rapunzel, sou conhecida como a princesa perdida e pelos meus longos cabelos dourados que chegaram a medir até 70 metros. Sou filha do Rei Frederic e da Rainha Arianna.

Tenho 18 anos, a pele clara e olhos grandes e verdes, num certo momento tinha cabelos loiros, depois ficaram castanhos, mas essa história eu vou contar daqui a pouquinho.

Como gosto de me vestir

Gosto de usar o meu vestido violeta de mangas bufantes e cobrem todo o braço e um espartilho, o meu vestido passa um pouco dos joelhos e tem várias flores, não uso nada nos pés prefiro ficar descalça.

Como gosto de me vestir
Como a Rapunzel gosta de se vestir. Fonte/Reprodução: original.

Quanto ao meu vestido de princesa, é um pouco parecido com o outro, a cor é a mesma, violeta é a minha cor favorita, ele só e um pouco mais claro e as mangas dele não cobrem todo o braço, apenas a parte dos ombros bufantes, a parte da saia é roxa e transparente, como disse, prefiro descalça. Ah e com o vestido de princesa preciso usar a minha coroa.

Minha personalidade

Por conta do começo da minha vida, tenho talentos em quase todas as áreas, gosto de literatura, música, astronomia, artes, de tudo um pouco. Sou muito ousada e determinada, faço de tudo para realizar os meus sonhos, nenhum obstáculo é capaz de me parar.

Meus poderes e meu cabelo

Por conta de um chá que minha mãe tomou enquanto eu ainda estava na barriga dela, eu adquiri um poder vindo do sol e sou capaz de curar as pessoas e também de manter a juventude delas.

Basta que o meu cabelo encoste na pessoa quando ela estiver ferida ou velha e canto uma canção muito especial, daí os meus cabelos começam a ficar brilhantes feito o sol e é quando os poderes começam a fazer efeito.

Minha história

Agora eu vou contar para vocês a minha história e aí vocês vão descobrir porque eu também sou conhecida como princesa perdida.

Como tudo começou

Quando a rainha Arianna (minha mãe) estava grávida, ficou muito doente e as pessoas que a amavam descobriram um chá feito de uma flor mágica feita a partir da luz solar. Eles saíram em busca desse medicamento para curar a minha mãe e encontraram. Quando minha mãe tomou esse elixir, acabou passando os poderes para mim.

Perto de nosso castelo havia uma mulher terrível chamada, Gothel e ela sabendo dos meus poderes me sequestrou assim que eu nasci, porque ela queria usar os meus poderes para que continuasse jovem. Então ela me trancou numa torre bem longe do castelo e sempre dizia para mim que o mundo era terrível, que as pessoas eram horríveis, que iriam me maltratar e que era muito perigoso lá fora.

Festival das luzes

Eu sempre acreditava nas coisas que minha mãe me contava, por isso sempre fiquei na torre, só que alguma coisa acontecia todos os anos no dia do meu aniversário, eu via pela janela várias luzes flutuando, lógico que antes eu não sabia que era por mim que acontecia isso, mas mesmo assim eu sempre sonhava em ir assistir de perto esse festival.

Então quando eu fiz 18 anos eu tive coragem de pedir à minha mãe Gothel para me levar ou me deixar ir lá, mas ela ficou revoltada e disse que não e me fez prometer nunca mais pedir para sair da torre de novo.

Como conheci o Flynn

Enquanto acontecia toda essa história entre mim e minha mãe Gothel, Flynn Rider que era um ladrão, por sinal muito bonito, havia roubado as joias do castelo e foi esconder as joias na torre. Eu encontrei as joias, escondi numa mochila e o capturei. Obriguei ele a me levar no festival das luzes e em troca, entregaria a bolsa com as joias, ele aceitou.

E para distrair minha mãe eu a pedi de aniversário, como ela não queria me levar no festival que me trouxesse mais tinta branca, pois era feita de conchas e era muito difícil de conseguir, levaria 3 dias de viagem. Ela aceitou e assim que ela partiu Flynn e eu fomos ao festival de luzes.

O caminho

No caminho, passamos por diversas dificuldades e nos estranhamos muito, mas até o final da viagem já estávamos nos entendendo, confesso que já estava até gostando dele.

Então, resolvi contar para ele minha história, contei o porquê de eu ter ficado todo esse tempo trancado naquela torre.

Enquanto isso acontecia, a mãe Gothel descobriu que eu tinha fugido, foi atrás de mim e me encontrou, mas eu falei que não queria voltar para casa e ela ficou enfurecida e falou para mim que o Flynn só estava comigo pelas joias que eu guardava. Não satisfeita, ela contratou 2 seguranças e armou uma cilada para nós.

O caminho
Entenda quais os caminhos que a Rapunzel escolheu. Fonte/Reprodução: original.

Enfim, despistamos a Gothel e conseguimos chegar até o festival das luzes e nossa foi incrível. Naquele momento lindo, nos aproximamos e era claro que já estávamos apaixonados um pelo outro. Resolvi então, entregar a mochila para o Flynn e quando voltamos para a beira da praia Gothel estava lá e me sequestrou novamente, me prendeu na torre. Flynn fugiu ou pelo menos eu pensei que ele havia fugido.

Como eu estava muito triste pelo Flynn ter fugido, aceitei continuar na torre trancada, mas de repente olhei para um pedaço de tecido em que havia o símbolo do Reino e foi aí que despertei e me lembrei de onde havia vindo. Lembrei que, eu era a Princesa do Reino, até então perdida. Então falei para Gothel que nunca mais aceitaria nenhuma mentira dela.

Flynn me salvou ou eu salvei ele?

No decorrer dessa discussão, Flynn chegou para tentar me salvar, só que Gothel deu uma facada nele. Eu fiquei desesperada e pedi para que ela me deixasse salvá-lo e em troca eu ficaria na torre. Gothel, pensando na Juventude, aceitou. Só que o Flynn muito ferido, não queria que eu perdesse a liberdade, então ele cortou meu cabelo, acabando assim com o meu poder, Gothel envelhecendo até virar pó.

Flynn, muito ferido, não aguentou e morreu. Eu estava muito desesperada, chorando em cima dele. E foi então que uma lágrima, ainda com um pouco de magia que me restava, caiu sobre ele, foi quando a magia começou, finalmente Flynn abriu os olhos. Eu consegui salvá-lo.

Meu final feliz

Depois disso tudo, Flynn e eu fomos até o Reino, fui apresentada e levada de volta aos meus pais que me aceitaram de braços abertos, com muito carinho.

Eu governei o Reino por muito tempo como Princesa, de forma injusta, com sabedoria. Logo depois, o Fly me pediu em casamento e é óbvio que eu aceitei. E nós temos vivido felizes para sempre.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest

1 comentário em “Princesa Rapunzel: quem era e qual a sua historia?”

Deixe um comentário

Veja agora

Posts relacionados

Altura das princesas da Disney: saiba a altura de cada e as características

Altura das princesas da Disney: saiba a altura de cada e as características

Desde sempre, amamos conhecer as princesas da Disney e suas histórias. E você, já imaginou quão interessante seria conhecer também a altura das princesas da Disney, a fim de conhecê-las a fundo? Por exemplo, com certeza você já deve ter se perguntado qual é a altura da Merida ou da Branca de Neve! Através desse

Quem é o vilão de A Pequena Sereia

Quem é o vilão de A Pequena Sereia?

Venha conosco através dessa jornada conhecer não apenas o vilão de A Pequena Sereia como também sua importância para o final da nossa doce princesa marinha!

Papel de parede das princesas da Disney 10 dicas para usar e como escolher

Papel de parede das princesas da Disney: 10 dicas para usar e como escolher

O papel de parede das princesas da Disney é uma excelente opção para quem deseja um quarto delicado e que tenha sua personalidade, com essas princesas que seguem com seu sucesso geração após geração com suas histórias fascinantes repletas de aventura e finais felizes de emocionar.  Se você deseja dar um up na decoração, confira